Animais abandonados foto: Entre Patas Mirassol

Diante de uma situação que vem se tornando cada vez mais comum, a loja Entre Patas Rações e Acessórios contou a equipe do MC que as denúncias de animais sendo abandonados em lugares afastados estão se tornando cada vez mais frequentes. Pelo menos é o que dizem os clientes da loja diariamente, segundo o seu proprietário, Vitor Hugo Navarrete.

“Quase todos os dias nossos clientes contam pelo menos uma situação onde foi localizado um animal abandonado em certas regiões da cidade, são cães e gatos, adultos e filhotes, que por falta de amor e compaixão de seus donos acabam indo parar nas ruas, sofrendo risco de vida” – conta Vitor.

Para tentar comprovar a situação, procuramos por uma das instituições mais conhecidas da região no acolhimento e atendimento aos animais de rua: a Associação Mirassolense de Proteção aos Animais (AMPA). Uma colaboradora da entidade confirmou que essa prática vem se tornando rotineira e que a cidade tem algumas regiões que são conhecidas como “ponto de abandono”, as principais são os bairros Parque das Flores, Parque dos Ypês, Mais Parque e nas vicinais de Ruilândia e Jaci.

“Semanalmente recebemos dezenas de mensagens denunciando situações de animais abandonados pela cidade, principalmente cães e gatos. Se observarem as redes sociais da AMPA, perceberão que houve um aumento considerável no nosso número de postagens e compartilhamentos com a mensagem ‘ajudando na divulgação’, todos esses posts são de animais abandonados pela cidade e de pessoas que se sensibilizam com a situação e tentam conseguir um lar para esses seres” – explica Elaine, colaboradora da AMPA.

Uma outra situação que vem acontecendo cada vez mais são os casos de famílias que se mudam de endereço e deixam para trás o seu animal de estimação, algumas vezes até presos no quintal ou dentro da casa vazia. Em qualquer situação, é preciso reforçar que esse tipo de prática É CRIME e pode render detenção de até um (1) ano e pagamento de multa.

O Artigo 32 da Lei Federal nº 9.605/98 (Lei de Crimes Ambientais) determina que:

“É considerado crime praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, doméstico ou domesticado, nativos ou exótico.

Pena – Detenção de três meses a um ano e multa”

Vitor, da Entre Patas, reforça que atos de maus-tratos e crueldade podem ser entendidos como agressão física, covarde e exagerada; envenenamento; manter animal preso; não procurar veterinário quando ele está doente e, claro, o abandono.

“É preciso também combater essas práticas além das complicações penais, acredito que a falta de informação tem papel importante nessa prática criminosa de abandono, é preciso se orientar e ter muita responsabilidade antes de adotar um animal, ter compreensão de que ele necessita de cuidados, carinho e atenção, principalmente com a alimentação e saúde” – completa Vitor.

A Entre Patas realiza periodicamente feiras de adoção – Foto: Entre Patas

Uma das ações que a Entre Patas realiza periodicamente são eventos de adoção de cães e gatos, que acontecem na própria loja, geralmente aos sábados. O pet shop também utiliza suas redes sociais para divulgar pets abandonados, perdidos ou achados. Se você se deparar com uma situação de abando e quiser ajudar, entre em contato com o Vitor da Entre Patas pelo whatsapp: (17) 99737-0385.

Vitor Hugo Navarrete é proprietário da loja Entre Patas, localizada no centro de Mirassol.