Vacinação (Imagem: divulgação)

 

Devido a grande demanda, muitos municípios dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia tiveram as campanhas de vacinação contra a febre amarela antecipadas e as doses fracionadas. A alternativa é preconizada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para impedir a expansão do vírus em regiões originalmente fora da zona de risco.

No total, 19,7 milhões de pessoas destes municípios deverão ser vacinadas na campanha, sendo 15 milhões com a dose fracionada e outras 4,7 milhões com a dose padrão. A adoção do fracionamento das vacinas é uma medida preventiva que será implementada em áreas selecionadas, durante período determinado de 15 dias.

A diferença entre a vacina padrão e a fracionada é que a primeira tem duração garantida pelo resto da vida, a dose é maior e possui 0,5 mililitros (ml), já a segunda dura em torno de oito anos e possui 0,1 ml.

Em Mirassol, a imunização permanece com dose única e a cobertura vacinal da população está acima de 90%, de acordo com dados divulgados pela Prefeitura. A vacinação está sendo feita nas USBs (Unidades Básicas de Saúde) da Cohab 2, do Regissol, do Aeroporto e no Centro de Saúde, seguindo as orientações da Secretaria Estadual de Saúde, do Ministério da Saúde e da OMS (Organização Mundial de Saúde). O horário de atendimento das UBSs é das 7h às 16h.

A vacina é recomendada a partir dos nove meses de idade e tem restrição para pessoas que estejam fazendo tratamento com uso de corticoides, grávidas e mulheres que estão amamentando.

O Estado de São Paulo foi considerado área de risco pela OMS, porém o município frisa que há mais de 20 anos não são registrados casos de doença na cidade.