Vereadores na Câmara Municipal de Mirassol (Foto: Divulgação)

A Câmara Municipal de Mirassol realizou nesta semana a votação da pauta da 37ª Sessão Ordinária, que contou com a aprovação de três projetos de lei e um projeto de resolução. Também foram apresentados dois PL’s, que dão nome a ruas no Residencial Miravista, e requerimentos solicitando melhorias indicadas pelos munícipes aos vereadores.

Do vereador Nando Nogueira, foram aprovados dois PL’s. Um deles inclui no Município medidas de conscientização e combate ao bullying infantil e à pedofilia, com ações de publicidades informativa e educativa. Também foi aprovado o PL que denomina o complexo do idoso, no bairro São José, de “Complexo do Idoso Josefa Gregória Costa Gonzales”.

Do vereador Julio Salomão, recebeu os votos favoráveis o PL que reserva 1% dos ingressos de eventos realizados em espaços públicos a pessoas assistidas pelo CRAS. Entre os locais, estão o Estádio Municipal José Maria de Campos Maia e o Recinto Municipal Leopoldo Gotardi.

Por último, do vereador Walmir Chaveiro, foi aprovado o projeto de resolução que altera a utilização do Expediente Oral, que deverá ser feita por sorteio, e não mais por ordem de inscrição. A única exceção, segundo a nova redação dada ao Regimento Interno, será dada ao presidente da Câmara, que tem a prerrogativa de falar por último.

No Expediente Oral, inscreveram-se os vereadores Fabio Kunii, Julio Salomão, Walmir Chaveiro, João Paulo Maciel de Araújo e Nando Nogueira. Confira os assuntos discutidos nas manifestações orais aqui: https://bit.ly/3phxNX5