A Comissão Processante que investiga o prefeito André Vieira por suposta infração político-administrativa, publicou nesta quinta-feira (30) uma notificação ao prefeito para que ele apresente sua defesa à acusação. O edital será divulgado mais uma vez, na imprensa oficial, na próxima semana.

A CP investiga se o prefeito André Vieira teria praticado infração político-administrativa grave por uma suposta fraude no contrato da empresa PGV Tecnologia de Informação M.E, que administra a Zona Azul, em Mirassol. Segundo a denúncia, novas regras foram feitas com a mudança de decretos após a licitação, que teriam concedido benefícios indevidos à empresa vencedora do certame.

Na próxima semana, mais um edital será publicado no jornal Correio de Mirassol, já que não foi possível a notificação pessoal do prefeito. A partir desta segunda divulgação, André Vieira terá até 10 dias para apresentar uma defesa prévia, por escrito, que poderá indicar provas e testemunhas.

A instauração da CP foi aprovada no dia 17 de julho. Por sorteio, a Comissão que está conduzindo a investigação é formada pelos vereadores Walmir Chaveiro (presidente), Vanderlei Pinatto (relator) e Ademir Massa (membro).

Na época em que deu entrada na casa de leis, a prefeitura classificou a denúncia como uma “manobra política eleitoreira” e que desconhece qualquer ilegalidade no processo da zona azul.

Na próxima semana, mais um edital será publicado no jornal Correio de Mirassol (Foto: Divulgação/Câmara de Mirassol)