Foto: divulgação/Policia Ambiental

 

Uma empresa foi autuada administrativamente e responderá por crime ambiental após um incêndio destruir mais de 268 hectares em uma propriedade rural em Guapiaçu. De acordo com informações divulgadas pela pelo 4º Batalhão de Polícia Ambiental, a queimada foi localizada durante a realização Operação Corta Fogo, que fiscaliza focos de incêndios por meio de levantamentos via satélite.

Os policiais se dirigiram até o local para realizar aferição da área atingida e por meio do uso de aparelhos GPS e ficou constatando que o incêndio atingiu 135,37 hectares de cultura de cana de açúcar e 132,84 hectares de vegetação nativa entre as Áreas de Preservação Permanente (APP) do Rio Turvo e maciços florestais.

Ainda segundo a polícia ambiental, o fogo se alastrou porque os aceiros, que deveriam isolar as vegetações de especial preservação, estavam fora dos padrões aceitáveis.

A área autuada foi embargada.

 

Foto: divulgação/Policia Ambiental

 

Foto: divulgação/Policia Ambiental

O que são aceiros? 

O aceiro é uma técnica que consiste na limpeza de terreno em torno de matas e cercas para evitar que incêndios se alastrem. O objetivo da iniciativa é minimizar os efeitos de queimadas na zona rural, que geram consequências para os proprietários da área atingida, para a economia e principalmente ao meio ambiente. (Fonte: Assembléia Legislativa do Estado de Goiás)