Foto: PixaBay

 

Um golpe que engana pelas aparências e que desfalca as contas bancárias das vítimas aconteceu mais uma vez no último sábado, 8 de janeiro em Mirassol. É o golpe do “falso mecânico”, no qual estelionatários se passam por profissionais da área, com o intuito de arrancar dinheiro dos alvos escolhidos.

O idoso V. L. A, de 71 anos, foi o escolhido pelos bandidos, ele havia saído de casa para ir ao supermercado e parou seu carro dentro do estacionamento para realizar suas compras. Ao sair com o veículo notou que ele estava fazendo um barulho estranho, que vinha do escapamento. Após percorrer três quarteirões, ele parou o carro para verificar e foi abordado por um homem que tinha em torno de 40 anos, que se aproximou e ofereceu ajuda.

Após olhar o carro, o homem informou que a injeção eletrônica do veículo estava quebrada e disse que chamaria um amigo, que chegou ao local com uniforme de mecânico cerca de 10 minutos depois. Ele conferiu o veículo e afirmou que o serviço ficaria em R$ 29 e que aceitava somente cartão.

Assim, a vítima entregou o cartão e digitou a senha, porém, ao chegar em casa notou que o valor passado pelo homem havia sido bastante superior ao informado, em torno de R$ 4,5 mil.

O idoso contou que o homem que o ajudou possuía uma cicatriz grande no meio do peito, referente a uma operação no coração, ele também notou um volume na cintura que se assemelhava a uma arma de fogo. Já o segundo homem aparentava ter a mesma idade, tinha a pele branca, cabelos pretos e estava a pé.

O caso foi encaminhado para apreciação do Delegado Titular da Polícia Civil de Mirassol.

Recentemente, uma empresária que atua no centro da cidade disparou um áudio por um aplicativo de mensagens alertando os demais moradores de que seu pai havia caído no mesmo golpe.

A receita usada pelos criminosos é a mesma, eles agem em dupla e enquanto a vítima não está vendo realiza uma alteração no veículo para que o mesmo apresente falhas. Quando o motorista nota que há algo de errado com o carro um dos golpistas surge e afirma e oferece ajuda, afirmando saber do que se trata o problema, ele então aciona o suposto “mecânico” que fica incumbido de levar a peça para realizar a troca, é quando o segundo estelionatário aparece na jogada.

Após consertar o veículo, o suposto profissional afirma que só aceita pagamento via cartão e no momento de passar digita um valor totalmente superior ao que informou para a vítima.