O Mirassol empatou com o Ituano por 1×1 na cidade de Itu, em uma partida com várias chances de gols perdidos para ambos os lados e polêmica de arbitragem.  

O leão começou o jogo confiante e logo abriu o placar aos 8 minutos da partida, em uma cobrança de pênalti do atacante Pedro Lucas; o Ituano cresceu e teve uma maratona de desperdícios de gols, isso vale também para o Mirassol, que perdeu 2 lances na cara do gol.

O gol do time de Itu veio já no segundo tempo, através de um passe rasteiro na área e o zagueiro Danilo Boza chutou forte rumo ao próprio gol, uma bola indefensável para Muralha.

Aos 40 minutos do segundo tempo, o jogador Ernandes do Mirassol derrubou Jeferson, e o juiz sem consulta do VAR marcou penalidade para a equipe do Ituano; o desfecho foi que Alex Muralha escolheu o canto certo e agarrou a penalidade cobrada pelo Igor Dias. Segundo a equipe de arbitragem do Sportv, o goleiro do Mirassol se adiantou no pênalti, não ficando com um pé na linha do gol, tendo que voltar a cobrança. O VAR não foi acionado e o pênalti foi desperdiçado.

Apesar do Mirassol sair com 1 ponto, ele ainda continua líder do grupo D com 5 pontos; sendo 1 vitória e 2 empates.

A equipe do leão se prepara agora para pegar a Inter de Limeira em Mirassol, segunda-feira (15), às 19h00.

Pedro Lucas comemorando com a equipe o gol de pênalti contra o Ituano. Fotos: Léo Roveroni / Agência Mirassol