Os vereadores da Câmara de Mirassol aprovaram na última sessão ordinária, um projeto de lei que incentiva a doação de sangue pelos servidores públicos municipais. A nova legislação quer aumentar o número de doações durante o ano, especialmente ao Hemocentro de Rio Preto, que é referência e atende toda a região.

A Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) garante que o trabalhador tenha uma falta justificada, a cada 12 meses, exclusivamente para doar sangue. Segundo especialistas, um dia de repouso é suficiente para que o doador recupere seu volume sanguíneo, incluindo os glóbulos vermelhos e estoques de ferro.

No entanto, como mulheres podem fazer uma doação a cada três meses e homens a cada dois, o Projeto de Lei nº 59/2020, do vereador Pedro Palma Neto, busca aumentar as justificativas de falta para abastecer os bancos de sangue. Se sancionado pelo Poder Executivo, a legislação municipal permitirá que os servidores públicos façam mais doações durante o ano.

A votação do projeto aconteceu no dia 17 de julho, durante apreciação da pauta da 17ª Sessão Ordinária. A propositura recebeu votos favoráveis de todos os vereadores.

Salvar vidas

Uma bolsa de sangue pode salvar até três vidas. Todos os tipos sanguíneos são importantes, mas o Hemocentro de Rio Preto alertou esta semana que o estoque de sangue O- está baixo. Pacientes com sangue tipo O- somente podem receber doações apenas de doadores do mesmo grupo sanguíneo. Mais informações, acesse www.hemocentroriopreto.com.br ou ligue (17) 3201-5151.