É evidente que o contexto histórico que estamos vivendo exigi total atenção e dedicação por parte de todos os setores da sociedade, no entanto, é momento de apontarmos para o futuro.

A pandemia de Covid-19 no Brasil, após mais de um ano e meio, continua fora de controle mesmo após vacinas terem sido desenvolvidas. E, é exatamente este o motivo da urgência da retomada do diálogo com a sociedade no que tange o projeto de futuro que queremos.

Toda negligência e negacionismo, um verdadeiro show de horrores proporcionado por alguns governantes, são os grandes responsáveis pelas mais de 410 mil mortes decorrentes da Covid.

Juntamente com a crise sanitária, vimos todos os problemas econômicos e sociais que assolam nossas cidades há tempos virem à tona. Desemprego em massa, o empobrecimento das famílias e a queda de seus rendimentos, a falta de estrutura em diversas áreas, tais como, saúde que entrou em colapso, educação que ficou praticamente abandonada pela falta de condições que possibilitassem os alunos de acessarem o conteúdo de forma EAD, o problema da moradia com o aumento do número de pessoas em situação de rua e a volta do país ao mapa da fome. Em paralelo vimos o 1% mais rico aumentarem exponencialmente suas riquezas.

Por essas e muitas outras razões é momento de refletirmos sobre os rumos políticos que vamos tomar. A política é o principal instrumento que temos para combater as desigualdades e injustiças sociais. Através dela podemos dar voz a quem historicamente não é ouvido, dar visibilidade a questões até então ignoradas e transformar a realidade de quem sempre esteve a margem das oportunidades.

É preciso defender um projeto de recuperação econômica para a cidade, para o estado e para o país, um projeto de combate às desigualdades sociais. O momento requer que a agenda pública debata o combate à fome, a geração de emprego, a geração de renda e maiores investimentos em educação, o fortalecimento do SUS, inovação tecnológica e a democratização do acesso à internet. Precisamos superar a era das fake news e voltar a fazer política pautada na verdade e no progresso.

Adriano Nascimento (foto: arquivo pessoal)

Adriano Nascimento – Colunista Colaborativo/ Ativista Político / Graduando em Gestão Pública, Pós graduando em Gestão de Cidades e Planejamento Urbano

Siga Adriano Nascimento nas redes!
facebook e instagram: @euadrianonascimento50 | twitter: @euadriano50