Passarela está parcialmente interditada na rodovia Washington Luís (Foto: Divulgação/Ademir Massa)

A passarela localizada no km 450+900 da rodovia Washington Luís (SP-310) em Mirassol segue parcialmente interditada seis meses após o acidente que danificou a estrutura do local. No dia 14 de janeiro deste ano, um caminhão atingiu um dos pilares da passagem e na época obrigou a concessionária Triângulo do Sol a interditar a rodovia e a circulação na passarela devido ao risco de desabamento. Poucas semanas depois a passagem foi parcialmente liberada, mas as rampas seguem interditadas até hoje.

Na sessão da Câmara desta semana, o vereador Ademir Massa levou o assunto até o plenário. Fazendo uso da tribuna, ele afirmou que a passarela está escorada com um calço provisório de madeira desde o dia 16 de janeiro e que ele e outros vereadores já enviaram ofícios para a Triângulo do Sol, Artesp, DER (Departamento de Estradas de Rodagem) e Prefeitura pedindo esclarecimentos sobre o assunto, mas que até o momento não obtiveram respostas.

Parte da passarela está escorada com uma madeira (Foto: Divulgação/Ademir Massa)

 

 

 

 

“O que quero relatar nesta noite, é que não da mais pra suportar a espera, a vontade, desse povo da Triângulo do Sol, pois estão indo para sete meses que a passarela está da mesma forma que aconteceu o acidente, infelizmente, ninguém toma uma atitude, para reforma, pra liberação pra população que mora ali no Regissol, do outro lado, e desde o dia 14 de janeiro que ocorreu o acidente com o caminhão, que colidiu com a pilastra de sustentação da passarela, infelizmente ate agora nada foi feito, a passarela está interditada, imaginamos, sr. presidente, se receber uma multa nessa rodovia, com 15 dias ela já esta na sua casa, 15 dias já está lá o boleto pra você pagar a multa, o pedágio cada vez que passa a gente vê ai que aumenta mais, a concessionaria realizou ali um calço provisório pra liberação do transito no dia 16 de janeiro ,e ocorre que já passou seis meses e a passarela continua com o calço de madeira, interditado pra passagem de pedestre. já foi feito diversos ofícios, encaminhando pra Triângulo do Sol, pra DER (Departamento de Estradas e Rodagem), pra Artesp, mandei também para o poder executivo e sem qualquer resposta ou qualquer parecer técnico sobre a passarela, um perigo muito grande de acontecer uma tragédia, se um automóvel perder o controle e acertar o calço vai cair a passarela inteira na rodovia” – disse Ademir Massa.

Em nota enviada ao Mirassol Conectada, a concessionária Triângulo do Sol disse que as obras de recuperação da passarela tiveram início no começo deste mês de julho e que aguardava a aprovação dos projetos pela Artesp. A empresa não deu um prazo para que o serviço seja concluído, mas diz que o local deve ser liberado “no menor prazo possível”.

Confira a nota na íntegra:

“A AB Triângulo do Sol informa que as obras na passarela localizada no km 450+900 da rodovia SP-310, em Mirassol, tiveram início na primeira semana de julho/2022, logo após a aprovação dos projetos necessários, os quais foram apresentados pela concessionária à Artesp. Os serviços de recuperação serão concluídos no menor prazo possível. As escadas da passarela permanecem liberadas para utilização pelos pedestres; as rampas permanecerão interditadas até a conclusão das obras.”