Polícia Civil de Mirassol esclarece furto e recupera produtos avaliados em R$ 200 mil (Foto: divulgação)

 

Após três meses de investigações, a Polícia Civil de Mirassol esclareceu um furto que aconteceu em novembro, conseguindo localizar os quatro indivíduos envolvidos e recuperar os produtos furtados, avaliados em R$ 250 mil. A resolução levou ao desmonte de um grupo especializado em furtos de estabelecimentos comerciais, que já praticou o crime também nas cidades de Tanabi, Bálsamo e Bady Bassit.

A investigação começou após uma fábrica de caixa de som automotivo e acústica para cinema, localizada na marginal da rodovia Washington Luís (SP 310), ser alvo da ação criminosa. O proprietário da empresa registrou a ocorrência na Delegacia de Polícia da cidade e um inquérito foi instaurado para apurar o que havia ocorrido. Policiais civis realizaram diligências na região e através de imagens obtidas pelas câmeras de segurança localizadas aos arredores da fábrica, já que no local não havia circuito de imagens, os policiais identificaram o veículo utilizado durante o crime.

As gravações mostram um carro HB20 branco estacionando em frente a fábrica na madrugada do furto. Quatro indivíduos descem do carro e entram no local, eles se dividem em duas duplas, uma delas fica no interior da empresa separando as mercadorias, enquanto a outra as leva para o carro. Eles realizaram três viagens para subtrair todos os objetos.

Por meio de análises realizadas nas gravações os investigadores conseguiram identificar o proprietário do carro e solicitaram um mandado de busca e apreensão que foi emitido pelo poder judiciário. Na casa do suspeito foram encontrados um celular e outro objeto, ambos furtados na fábrica. Também foi localizada uma arma de fogo com a numeração suprimida. O proprietário do carro confessou a prática do crime e afirmou que estava com os outros três rapazes que também foram identificados pelos investigadores, sendo um deles menor de idade. Os três maiores foram detidos e estão à disposição da justiça, já o menor foi apresentado, mas está solto.

Questionado sobre as mercadorias, o proprietário do veículo afirmou que elas já tinham sido vendidas na região de Ribeirão Preto. A investigação continuou com o objetivo de recuperar os objetos que foram furtados e por meio de um site de venda o receptador foi identificado em Sertãozinho-SP. Na última sexta-feira, 19 de fevereiro, uma equipe de policiais da Delegacia de Mirassol foi até a cidade e encontrou as mercadorias furtadas que foram apreendidas e serão devolvidas ao verdadeiro proprietário.