Esse é o nosso cenário: segundo o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACNUDH) o Brasil é o 5° país que mais mata mulheres e o 1° em assassinatos de mulheres trans. Então, por que comemorar o Dia 8 de março – considerado Dia Internacional da Mulher? O que é ser mulher?

Não há como não perceber quando o dia 8 de março começa a se aproximar: a sociedade se transforma em amante das mulheres, por todos os lados outdoors e propagandas com flores, corações, sorrisos e amor estampado em grandes ações de marketing. Mas, o que as mulheres tem recebido de verdade? Será que é mesmo de flores que precisamos neste dia? Como pode morrer tantas mulheres em um país tão amável assim?

Provocando reflexões a respeito do que é ser mulher o Coletivo Feminista de Mirassol “Casa de Marias” preparou uma agenda especial para este mês. Entre as ações educativas organizadas pelo grupo está a elaboração de uma cartilha em parceria com a Prefeitura Municipal informando os direitos das vítimas de violência e endereços dos órgãos de proteção que elas podem procurar ajuda em Mirassol, entre outras informações úteis.

Também estão previstas para este mês palestras e rodas de conversas. Confira a agenda completa:

Programação do mês de março do Coletivo Feminista “Casa de Marias” (Arte: Divulgação)

DETALHES DA AGENDA:

Dia 08.03 – Lançamento Virtual e distribuição da Cartilha Informativa “CÊ VAI SE ARREPENDER DE LEVANTAR A MÃO PRA MIM”, elaborada pelo coletivo em parceria com a Prefeitura Municipal.

Dia 11.03 – Palestra virtual sobre “O ESPAÇO E ACESSO DA MULHER NA EDUCAÇÃO” com a ativista e professora Beatriz Molina no 1° Fórum da Mulher de Mirassol (Evento promovido pela Câmara Municipal de Mirassol)

1º Roda de Conversa sobre o Dia da Mulher: Serão 2 dias de lives através do canal do coletivo no Youtube (link será disponibilizado em breve)

No dia 15.03, às 19h30, roda de conversa com Beth Sahão.  Ela foi Deputada Estadual por 5 mandatos, é mestre em Sociologia e formada em Psicologia. O tema será “A MULHER E A CONQUISTA DOS SEUS ESPAÇOS”

No dia 16.03, às 19h30, roda de conversa com a Professora da Rede Pública Fernanda Carlone, feminista e estudante na área de Diversidade Sexual e Gênero. O tema será “O MACHISMO DE TODOS OS DIAS”.

“Não são flores que simbolizam o 8M, é a luta! Para além de todas as tristezas que temos vivido, março é considerado o mês da mulher e por isso as campanhas para o 8M precisam ser pautadas em contextos reais! Por isso, o nosso Coletivo resolveu fazer uma programação diferenciada. O cronograma acima de tudo representa LUTA pois já diz o poeta Sérgio Vaz: “Brigas tem fim…lutas são para a vida toda. Luta é diferente de briga, briga acaba, a nossa luta não”. Fiquem à vontade para compartilhar ideias e sugestões pois nosso coletivo é novo e precisamos de todas”, convida a professora Beatriz Molina, integrante do “Casa de Marias”.

Quer saber o porquê do Dia Internacional da Mulher ser comemorado em 8 de março? Acesse: https://brasilescola.uol.com.br/datas-comemorativas/dia-da-mulher.htm