Vender um imóvel é uma atividade burocrática, que exige que você tenha uma série de cuidados para que tudo dê certo. Afinal, comprar uma casa em São José do Rio Preto é sempre um acontecimento importante na vida de qualquer um, e os compradores precisam de garantias para saber exatamente aquilo que estão comprando. Sabemos que existem muitos impostores nesse mercado (assim como qualquer outro, infelizmente), aplicando golpes em pessoas de boa fé e que não possuem certos conhecimentos sobre a vida prática. Muitas vezes elas confiam no que o vendedor fala e acabam se metendo em problema. Por isso, a venda de um imóvel deve sempre ser coordenada com muita cautela e responsabilidade.

A economia brasileira está vindo de uma das piores crises dos últimos tempos, onde afetou dentre muitos setores, o setor imobiliário que é o que interessa ao nosso artigo. Mas, nos últimos dois anos, o ramo dos apartamentos à venda em São José do Rio Preto, vem presenciando uma recuperação gradativa da pujança apresentada a anos atrás. Mesmo que ainda seja muito pequena, qualquer sinal de reação econômica nesse momento, pode ser visto com bons olhos. Talvez, para quem esteja esperando um momento assim, para colocar seu imóvel à venda há muito tempo, essa seja a hora adequada.

Acompanhe agora uma série de passos para você vender o seu imóvel, que se seguidas à risca, com certeza a transação será feita com muita segurança.

Documentação

Muita coisa pode ser travada e impedida no processo de venda, caso surja algum problema com a documentação coletada por você. Por isso, sempre se empenhe ao máximo para juntar tudo o que precisa. O segredo para tudo dar certo, é começar o processo de organizar tudo, antes mesmo de você procurar uma imobiliária. Pense bem, quando já se está em contato com a empresa, existirão muitas visitas a serem feitas, reuniões e oportunidades relâmpagos, que podem acabar não se concretizando por conta da sua falta de preparo. Por isso, sempre deixe tudo pronto antes. Para te ajudar nesse processo, veja abaixo uma lista dos itens obrigatórios. Veja:

Documentação do dono do imóvel

  • Documento de identificação válido no momento e CPF (cadastro de pessoa física) da pessoa que está vendendo a casa ou apartamento. Caso a pessoa for casada, os documentos respectivos do cônjuge, também deverão ser incluídos.
  • Certidão de nascimento do vendedor, no caso de a pessoa ser alguém solteira.
  • Certidão de casamento do vendedor, no caso de a pessoa ser alguém casada.
  • Certidão de Distribuidor Civil, tirada diretamente no Fórum.
  • Certidão de Feitos, tendo a Justiça Federal como o seu emissor.
  • Certidão de Feitos, tendo a Justiça do Trabalho como o seu emissor.
  • Por último, é necessário apresentar uma Certidão Negativa do Ofício de Interdição e Tutelas.

Documentação do imóvel

  • É necessário a matrícula atualizada da casa ou do apartamento (Certidão de Propriedade ou Registro).
  • Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI), que é expedido diretamente pela secretaria da prefeitura, pesando sobre a própria transação de compra e venda realizada.
  • Uma Certidão Negativa de Débitos Municipais, para provar que você não tem nenhuma dívida que incide sobre o imóvel, como IPTU vencido, por exemplo. Esse documento também é expedido pela secretaria da prefeitura.
  • Declaração de Quitação Condominial, obviamente só válida para apartamentos e casas em condomínio. Essa declaração é dada pela administradora do prédio ou pelo próprio síndico.

Procure uma imobiliária

Muita gente reluta em contratar uma imobiliária para auxiliar na venda do seu imóvel, sendo que é irremediavelmente mais prático e menos burocrático fazer isso sem ela, mas ao mesmo tempo as possibilidades de algo dar errado na transação é bem menor. Muita coisa pode acontecer e atrapalhar a venda, questões com documentos, impasses mal resolvidos com o possível comprador, dentre muitas outras coisas, que geralmente são muito bem coordenadas e resolvidas quando se tem uma empresa e profissionais habilitados cuidando da venda do seu apartamento.

Entregar as chaves do seu imóvel para o próximo dono e embolsar um considerável capital, é uma sensação gostosa, mas ao mesmo tempo é o resultado de um processo extremamente cansativo e complexo. São muitas coisas para serem resolvidas, e nem sempre a pessoa possui o conhecimento e capacidade necessários, para realizar seus intentos. Assim, a ajuda de um profissional habilitado, que já faz isso a um bom tempo e possui bastante experiência e competência, pode te tirar de muitos apuros e te dar um grande sossego durante o processo.

Escolha da empresa

Quando for escolher a empresa, é preciso saber que tipo de imobiliária você está contratando, porque existem muitos lugares que dão golpes em possíveis clientes. Assim, é preciso escolher uma imobiliária conhecida no mercado, que tenha fama de ser idônea e profissional, oferecendo todo o auxílio necessário a pessoa na venda do seu imóvel. Uma dica é buscar indicações de pessoas conhecidas e familiares, que tenham passado por um processo de compra ou venda de imóvel recentemente, e que possam te dar indicações de melhores lugares para ir.

É legal além de confiar piamente no que diz aquelas pessoas que você conhece, ir atrás de comentários anônimos na internet sobre a empresa, por exemplo. Esse é um reflexo muito nítido do atendimento e do serviço que a imobiliária oferece, já que a pessoa não tem razão para mentir ou fazer um comentário ruim somente por maldade. Para isso, vá em sites do tipo: “Reclame Aqui” e veja o que as pessoas falam do lugar, não se esquecendo de acessar a página da empresa no Facebook e em outras redes sociais.

Outra questão é ver se o corretor de imóveis que está encarregado do seu apartamento, está registrado no Conselho Regional dos Corretores de Imóveis. Isso irá te mostrar a capacidade do profissional, já que o registro representa a seriedade e a profissionalização do indivíduo. Por último, a dica derradeira é visitar o local físico onde a empresa se encontra. Dá para tirar muitas impressões de qualquer local fazendo isso.

Publicado por Rhodolfo de Castro