A empresa Waga abandonou o serviço de zona azul em Mirassol e pediu à prefeitura a rescisão do contrato firmado entre as partes há quase dois anos. A informação foi divulgada primeiramente pelo programa TS Notícias da TS Rádio e confirmada pela prefeitura por meio de nota.

De acordo com o programa da web rádio, a empresa já deixou de prestar o serviço de cobrança de estacionamento desde o dia 1º de abril, o contêiner na praça está fechado, assim como o escritório da WAGA que ficava localizado na rua 15 de novembro. A empresa também não atende pelos telefones e não responde no whatsapp. No site, aplicativo e redes sociais, nenhum comunicado oficial sobre o encerramento das atividades foi divulgado.

Por meio de nota, a prefeitura confirmou que a empresa solicitou de “forma amigável” a rescisão do contrato e que o pedido está sendo analisado pelo Departamento Jurídico. O contrato foi firmado em 2019 com validade de 5 anos.

Zona Azul (Foto: Divulgação/Prefeitura)

Confira a nota da prefeitura na íntegra:

“A Waga pediu a rescisão contratual de forma amigável e que está sendo analisado pelo Departamento Jurídico. A Prefeitura solicitou que a Waga continuasse os trabalhos até o término da análise dos documentos, mas eles se anteciparam e encerraram as atividades”

A Waga assumiu o serviço de zona azul em Mirassol em 2019, na gestão do então prefeito André Vieira (PTB). De acordo com o jornalista Gustavo Villa, apresentador do TS Notícias, o ex-prefeito foi procurado para comentar sobre o caso, mas não respondeu ao contato.