Geraldo “Cigano” recebe selo de homenagem dos Correios de Mirassol (foto: divulgação)

 

Geraldo Nogueira tem 94 anos, ele é conhecido como “Cigano” e  foi o responsável por iniciar em Mirassol a tradição de comemorar o dia dos Santos Reis. Tudo isso completa 73 anos em 2021, já que a celebração começou a ser realizada por ele juntamente com seu pai e seu filho no ano de 1948, como forma de pagar uma promessa após ter uma bênção recebida.

Na última semana, o homem foi homenageado com um selo dos Correios de Mirassol pela história construída, de grande importância para a comunidade católica. Na última quarta-feira, dia em que foi realizada a folia de “Santos Reis”, sempre comemorada no dia 6 de janeiro, também aconteceu de forma surpresa o lançamento da imagem que carrega um retrato de “Cigano” ao lado dos três reis magos.

 

O evento aconteceu na igrejinha de Santos Reis, apenas com a presença dos foliões que fazem parte da Cia. Divina Luz e de membros dos Correios e foi transmitido ao vivo pelo facebook da companhia. Primeiro aconteceu a apresentação ao vivo do presépio e posteriormente a homenagem surpresa.

Geraldo “Cigano” recebe selo de homenagem dos Correios de Mirassol (foto: divulgação)

 

Folia de Santos Reis em Mirassol 

A chegada dos reis magos é narrada na bíblia e de muita importância para os católicos devotos. Em Mirassol, a festividade começou a ser realizada em 1948 por Geraldo Nogueira (Cigano) e por seu pai Aníbal Nogueira. Eles iniciaram a tradição depois de uma promessa realizada.

“Em 6 de janeiro de 1948 foi o começo de uma linda história , ao ver meu bisavô Aníbal Nogueira muito doente meu tio Valdemar Nogueira e meu avô Geraldo Nogueira fizeram uma promessa pra Santos Reis que se meu bisavô fosse curado a festa seria realizada enquanto ele tivesse vida e assim vem passando de geração em geração”, conta Claudemir dos Reis Nogueira, neto de Geraldo Nogueira.

Geraldo fundou na cidade, ao lado do pai e do filho, a companhia “Esplendor Dourado”, que desde então celebra a chegada dos santos reis. Posteriormente, seu neto  Claudemir dos Reis Nogueira fundou a Cia. Divina Luz e assumiu a missão de continuar a tradição da família.

“Hoje, aos 94 anos de vida do meu avô, vendo seu cansaço, assumi essa missão de realizar a festa e não deixar ter fim essa tradição de família que completa 73 anos”, completa Claudemir dos Reis Nogueira.

Geraldo Nogueira (Cigano), foi quem trouxe a tradição para Mirassol (Foto: Valdecir Gerotto)