De acordo com dados disponíveis no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), do Ministério do Trabalho, o número de pessoas empregadas com carteira assinada não apresenta avanços em Mirassol há pelo menos quatro meses.

Segundo banco de dados disponibilizado pelo CAGED, no último mês de julho exatos 483 trabalhadores foram registrados na cidade enquanto houveram 480 demissões. O saldo positivo é de apenas 3 novos postos de trabalho.

Os últimos três meses anteriores a julho (abril, maio e junho), ficaram no negativo. No total foram 60 trabalhadores a menos durante esse período. Mirassol segue registrando um desempenho diferente do restante da região, do estado e do país, que no mesmo período (abril, maio, junho e julho) fecharam com saldo positivo de contratações sobre as demissões.

Apesar do recente desempenho negativo, o primeiro trimestre do ano teve uma variação absoluta de 317 contratações a mais do que demissões na cidade. No período, os profissionais mais contratados foram para trabalhar na linha de produção das industrias. Devido aos primeiros meses do ano, a cidade segue com saldo positivo em 2019 com 260 contratações a mais do que demissões.

O saldo positivo no mês de julho foi de apenas 3 novos postos de trabalho (Foto: Divulgação/Internet)