Taxista João Roncolato, 84 anos, foi vítima de latrocínio (foto: divulgação/redes sociais)

 

Um taxista de Tanabi foi vítima de latrocínio no último sábado, 20 de abril, o homem foi agredido a golpes de machado, ele foi acertado sete vezes na cabeça e em seguida foi abandonado em uma estrada de terra, em Bálsamo. Os autores do crime fugiram levando o veículo da vítima, um Voyage branco. João Roncolato, de 84 anos, chegou a ser socorrido inconsciente para o Pronto Socorro de Bálsamo e transferido para o Hospital de Base de Rio Preto, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. A vítima foi velada e sepultada em Tanabi na tarde de domingo, 21.

Três foram acusados de praticar o crime, entre eles dois menores de idade, de 11 e 14 anos, e um jovem de 23 anos, todos moradores de Tanabi. Os policiais militares chegaram até os suspeitos após receber informações de uma testemunha de Mirassol, que presenciou três pessoas retirando as placas de um veículo que batia com a descrição do roubado. Eles estacionaram o carro próximo a uma fábrica no bairro aeroporto, removeram as identificações e deixaram o local em seguida, mas um deles deixou o RG cair no chão.

Diante das informações e com o nome de um dos suspeitos em mãos, os policiais iniciaram as buscas. H.C.M, de 23 anos, proprietário do documento, foi encontrado escondido no quintal da casa de um parente. Questionado, o mesmo negou a participação no crime e afirmou que estava em companhia de J.V.S.C, de 14 anos. Os policiais foram até a casa do adolescente citado e este confessou a participação no delito e apontou o terceiro integrante da ação, F.H.O.F, de apenas 11 anos, que foi levado ao Plantão Policial por Conselheiros Tutelares.

Em depoimento, um dos suspeitos afirmou que eles teriam solicitado a corrida de Táxi e no meio do percurso realizaram o assalto. Posteriormente eles foram até a estrada de terra de Bálsamo, onde ocorreu a violência e o abandono da vítima. Eles realizaram uma breve parada na cidade de Mirassol para a retirada das placas do veículo, depois foram para São José do Rio Preto e por último retornaram a Tanabi, onde colocaram fogo no carro.

 

Carro do taxista foi encontrado queimado, em Tanabi (Foto: divulgação)